Imprimir | Fechar

29/10/2013 - 12h23
Fifa adia 2º período de venda de ingressos da Copa por causa de auditoria do governo

Folha Online

A Fifa mudou do dia 5 de novembro, terça-feira, para a segunda-feira seguinte, dia 11, o início da segunda etapa de vendas dos ingressos da Copa do Mundo.

A mudança nas datas ocorre após publicação, ontem, no Diário Oficial da União, do acordo entre a Caixa e o Ministério do Esporte para o monitoramento e auditoria do sorteio da primeira parte dos ingressos para a Copa, que acontece hoje.

Segundo comunicado da Fifa, publicado no site da entidade na manhã desta terça, a mudança foi feita "a fim de assegurar o envolvimento das autoridades brasileiras na supervisão dos procedimentos de atribuição de ingressos após o primeiro período de vendas, de acordo com a Lei Geral da Copa, a Fifa teve de adiar o sorteio, que só começará hoje (terça-feira, 29 de outubro de 2013)."

Ainda de acordo com o texto da entidade, "devido a esse atraso, será impossível informar todos os solicitantes de mais de 6,2 milhões de ingressos quanto ao resultado do sorteio dentro do prazo previamente comunicado, de 4 de novembro de 2013. Assim, a Fifa decidiu postergar o início do próximo período de venda da data original de 5 de novembro para a data de 11 de novembro de 2013, a partir das 9h (horário de Brasília)."

"Como no próximo período as vendas ocorrerão por ordem de pedido, é essencial para nós que todos os solicitantes de ingressos da primeira fase tenham sido informados do andamento da sua solicitação antes do reinício das vendas", explica Thierry Weil.

"Não podemos correr o risco de que um torcedor não saiba do resultado da sua solicitação antes da colocação das entradas restantes à venda. Obviamente, a nossa prioridade é garantir que cada solicitante tenha a mesma chance de sucesso."

O segundo período da primeira fase de venda acabará no dia 28 de novembro às 9h (horário de Brasília).

SORTEIO

O sorteio eletrônico ocorre em Manchester, na presença de representantes da Caixa Econômica Federal e do Ministério do Esporte, além de um tabelião. Na parte inicial do sorteio, todos os pedidos feitos por solicitantes com direito a acesso prioritário de acordo com a Lei Geral da Copa --ou seja, pessoas idosas, estudantes e beneficiários do Bolsa Família-- serão sorteados com vistas aos mais de 300 mil ingressos da categoria 4 reservados a essas pessoas.

Em seguida, serão distribuídos os demais ingressos da categoria 4 e os outros ingressos de todas as outras categorias, jogo a jogo. O sorteio dos carnês de seleções específicas ocorrerá a seguir. A loteria, com até 1.000 procedimentos individuais, pode levar mais de 24 horas.

Até 10 de novembro de 2013, todos os solicitantes saberão por e-mail ou mensagem de texto se tiveram ou não a sua solicitação efetivada. Cerca de um milhão de ingressos estão disponíveis nos dois períodos da primeira fase de venda. Assim que o sorteio for concluído, a Fifa anunciará quantos ingressos ainda estarão disponíveis para venda entre 11 e 28 de novembro.

"Sabemos que vamos ser obrigados a decepcionar uma multidão de torcedores fervorosos, mas mesmo se tivéssemos três vezes mais ingressos ainda ficaríamos muito aquém de satisfazer os desejos de todos", acrescenta Thierry Weil. "Gostaríamos apenas de incentivar os torcedores a tentarem novamente nos outros períodos de venda."

O site da Fifa é a única plataforma de venda de ingressos para a Copa do Mundo de 2014. Segundo a entidade, "qualquer ingresso de qualquer tipo que esteja sendo oferecido por outras empresas, ou em outras plataformas, não faz parte nem tem relação com o programa oficial de venda de ingressos".

CAIXA

Após o Procon pedir mais transparência no sorteio de ingressos na Copa, a Caixa Econômica fez acordo com o Ministério do Esporte para auditar o processo de escolha dos torcedores.

O sorteio deverá acontecer nos casos em que houver uma demanda maior que a oferta por ingressos. Até dia 10 de outubro, mais de 700 mil pessoas pleitearam entradas para a abertura e final da Copa --mais de dez vezes a capacidade dos estádios.

O acordo entre a Caixa e o Ministério do Esporte foi pulicado nesta segunda-feira no Diário Oficial da União. A Lei Geral da Copa já previa o "acompanhamento" dos sorteios por parte de órgão federal.

A parceria prevê a "integração de esforços entre os partícipes, visando a uma ação conjunta para a auditagem do processo de sorteio de seleção aleatória dos contemplados à aquisição dos ingressos para a Copa".

A auditagem, contudo, só valerá para os ingressos da categoria 4, destinada a brasileiros estudantes, idosos ou beneficiados pelo Bolsa Família. Serão pelo menos 300 mil ingressos nessa categoria.

Em nota, o Ministério do Esporte e a Caixa afirmaram que a auditoria acontecerá em razão da Lei Geral da Copa.

"O acordo de cooperação assinado pelo Ministério do Esporte com a Caixa Econômica Federal cumpre a determinação estabelecida no § 4o do Art. 26 da Lei Geral da Copa (Lei 12.663/2012), que trata do acompanhamento de órgão federal competente durante o sorteio de ingressos. O sorteio e a comercialização dos ingressos é de responsabilidade da FIFA", diz o Ministério do Esporte.

O Departamento de Imprensa da FIFA afirmou, em nota, que representantes do governo estarão presente no sorteio.


Imprimir | Fechar
Endereço da Página: http://www.odocumento.com.br/materia.php?id=443790

© O Documento - Uma Impressão Digital. 2001 - 2009
É proibida a reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorizaçao por escrito dos responsáveis.
Fone: (65) 3644.4160