Diretor Presidente: Maksuês Leite Cuiabá, 21 de abril de 2014   
     
    Página Inicial
    Últimas Notícias
    Política
    Economia
    Polícia
    Cidades
    Esportes
    Cultura
    Variedades
    Nacional
    Internacional
    Registro Geral
    Artigo do Dia
    Enquetes
    Carta do Leitor
    Empresarial
    Presença Confirmada
    Quem Somos
    Fale Conosco
 
Política

Assembleia reduz a politicagem na promoção de oficiais da PM de Mato Grosso
04/11/2013 - 09h49   

Da Redação

As promoções ao Oficialato das Corporações Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, ambas de Mato Grosso vão contar a partir de agora com novos critérios mais técnicos, menos políticos e mais isonômicos, acabando com, a influência que sempre permeou algumas promoções que acontecem tanto por critério de antiguidade como por merecimento. Isto porque os deputados estaduais por unanimidade acolherão um Substitutivo Integral de autoria do deputado Walter Rabello (PSD) ao projeto de Lei 218/2013, Mensagem 036/2013 de autoria do Poder Executivo que altera dispositivo da Lei 9.323/2010 que dispõe sobre os critérios e as condições que assegura aos oficiais da ativa da Polícia Militar e do Corpo Bombeiro a ascensão na hierarquia militar, mediante promoção, de forma seletiva, gradual e sucessiva.

A proposta original que tratava das questões relativas apenas a promoção de Tenente Coronel, ampliou as discussões tanto para Capitão como para Major, definindo interstício (tempo para ser promovido) de 03 anos para Capitão, além de definir que as promoções para Major vão acontecer 01 por antiguidade e outra por merecimento e dentro de 2/3 do efetivo total de Majores, enquanto que as promoções para o posto de Tenente Coronel serão uma por antiguidade e duas por merecimento. “Essas mudanças foram amplamente discutidas com os Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, bem como com a Associação dos Oficiais, entidade que representa a classe e visa aprimorar a proposta do governador Silval Barbosa que já é um avanço pleiteado pelas categorias”, disse Walter Rabello sinalizando que existia descontentamento com as formas de promoção que agora passarão a ser mais isonômicas, técnicas e menos políticas.

Para Walter Rabello, regras mais claras melhoram a performance dos profissionais das Forças Policiais e tornam as carreiras mais atrativas.

 

 Enviar por email  Imprimir    Comentar
 


Comentários dos Leitores :: 
Nonato (nonatoguerreirodecristo@hotmail.com) - 04/11/2013 12h17

_ Os Deputados terem acolhido, quer dizer aprovaram ou não ?,
pois se os deputados aprovaram depende da sanção do Governador,ele (Governador) sancionará ?, ai sim poderemos afirmar que o substitutivo da lei esta em vigor, caso contrário é só notícia com fito informativo sobre projeto, nada mais !!!

ADRIANO BARBOSA (adrianoimoveiscuiaba@gmail.com) - 05/11/2013 08h39

QUERO AQUI FAZER UM APELO AOS NOBRES DEPUTADOS, SOU POLICIAL MILITAR E ATÉ O MOMENTO NÃO CONSEGUI ENTENDER SOBRE O DESCASO QUE HÁ CONTRA OS PRAÇAS DA POLICIA MILITAR, POIS ELES ENTRA NA POLICIA COMO SOLDADO E TEM QUE TRABALHAR DURANTE 12 ANOS PARA COMEÇAR A CONCORRER A VAGA, ISTO É UM DESCASO DOS MAIS GRITANTES QUE EXISTE, HAJA VISTA QUE OS OFICIAIS CONSEGUEM PROMOÇÃO EM 3 ANOS. PEÇO QUE OS DEPUTADOS REVEJAM ESSE CRITÉRIO E SAIBA QUE A LINHA DE FRENTE DESTA INSTITUIÇÃO SÃO OS PRAÇAS.
 
Últimas Notícias de Política :: 
Política
19h06 : Jayme reafirma Senado e afasta governo do Estado
Política
07h23 : Preso líder do movimento grevista da PM baiana
Política
14h20 : Pinheiro é suspeito de fraudar projetos que ampliaram limites de gastos da prefeitura
Política
13h00 : Ao STF, Renan reafirma que CPI pode investigar vários fatos
Política
08h40 : Grampo mostra que vereador e advogado tinham conhecimento sobre vídeo polêmico
Mais Notícias de Política::
  Publicidade
Microlins
Programa Sávio Pereira
© O Documento - Uma Impressão Digital. 2001 - 2014
É proibida a reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorizaçao por escrito dos responsáveis.
Fone: (65) 3644.4160