Diretor Presidente: Maksuês Leite Cuiabá, 16 de abril de 2014   
     
    Página Inicial
    Últimas Notícias
    Política
    Economia
    Polícia
    Cidades
    Esportes
    Cultura
    Variedades
    Nacional
    Internacional
    Registro Geral
    Artigo do Dia
    Enquetes
    Carta do Leitor
    Empresarial
    Presença Confirmada
    Quem Somos
    Fale Conosco
 
Cidades

Corte de energia elétrica provoca transtornos na região central de Cuiabá
17/09/2012 - 19h34   

Da Redação

No período de estiagem, o consumo de energia aumenta e as quedas no fornecimento se tornam frequentes. Na manhã desta segunda (17) foram registradas cerca de 10 interrupções na região central de Cuiabá. Conforme a Centrais Elétricas Mato-grossenses (Cemat), os cortes ocorreram em função de reparos emergenciais na rede de distribuição por causa da substituição de um poste na avenida Estados Unidos, no bairro Santa Rosa, que foi atingido por um veículo no fim de semana.

Como se tratava de poste em rede de alta tensão, com circuito duplo (2 alimentadores), as cargas desses alimentadores foram remanejadas para outros circuitos, de forma a evitar um desligamento amplo e prolongado, processo chamado de manobra. Com o aumento da temperatura ao longo do dia, alguns dos circuitos que receberam a carga extra temporariamente registraram sobrecarga, causando as interrupções.

Proprietário de uma casa de carne no Centro, Otávio José Nunes da Costa, disse que sofreu mais de 10 quedas pela manhã. “Por sorte não tivemos nenhuma equipamento queimado”. A situação foi normalizada no início da tarde e novas manobras serão realizadas na madrugada desta terça-feira (18). Ficaram sem energia 2,917 mil unidades consumidoras. Desse total, 555 tiveram o fornecimento restabelecido em 15 minutos, 1,936 mil voltaram a ter energia em 30 minutos e, por fim, restaram 426 unidades, cujo fornecimento foi normalizado após uma hora e 17 minutos.

Para o economista José Manuel Marta, falta energia é um problema crônico de Mato Grosso. “Nossa indisponibilidade energética é preocupante”, afirmou. Para ele, a solução emergencial é utilizar a termelétrica. No entanto, ele lembra que esse é um tipo de energia muito cara. Outra forma de evitar as quedas, segundo o economista, está na importação de energia de outras hidrelétricas.

Início das chuvas - Quando o período chuvoso chegar, outros problemas podem ocasionar falta de energia. Raios, queda de árvores e ventos fortes são alguns deles. Engenheiro de Segurança da Rede Cemat, Heitor Galdino, orienta os consumidores a retirarem os aparelhos eletroeletrônicos da tomada quando houver oscilação de energia. “Essa é a única forma de evitar que esses aparelhos queimem”. Ele aponta ainda que é importante aguardar o fornecimento de energia voltar ao normal para aí sim ligar os aparelhos. Galdino lembra ainda que, quando o consumidor notar oscilação de energia na sua casa, ele pode ligar para a Cemat, que enviará uma equipe até o local para verificar o problema.

Ressarcimento - Para pedir o ressarcimento de aparelhos queimados devido a quedas de energia, o consumidor deve ligar para o telefone 0800 6464 196 e comunicar o fato, informando o dia e o horário do fato. Um técnico será enviado ao local, por isso é importante lembrar que o consumidor não deve mexer no aparelho, nem tentar consertá-lo, pois somente após a verificação do técnico é que o ele será ressarcido.

 

 Enviar por email  Imprimir    Comentar
 


 
Últimas Notícias de Cidades :: 
Cidades
20h06 : IPVA 6 e 7 com desconto de 3% vai até o dia 22 de abril
Cidades
19h37 : Páscoa Solidária arrecada mais de 1 mil kits e contempla 16 instituições
Cidades
17h32 : Baixa arrecadação atinge 97% dos municípios de Mato Grosso e preocupa TCE-MT
Cidades
16h31 : Motorista que trafegar na faixa exclusiva para ônibus será multado a partir de terça-feira (22)
Cidades
14h31 : Caminhada Ecológica vai reunir 1,5 mil pessoas no Coxipó
Mais Notícias de Cidades::
  Publicidade
Microlins
Programa Sávio Pereira
© O Documento - Uma Impressão Digital. 2001 - 2014
É proibida a reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorizaçao por escrito dos responsáveis.
Fone: (65) 3644.4160