Diretor Presidente: Maksuês Leite Cuiabá, 18 de abril de 2014   
     
    Página Inicial
    Últimas Notícias
    Política
    Economia
    Polícia
    Cidades
    Esportes
    Cultura
    Variedades
    Nacional
    Internacional
    Registro Geral
    Artigo do Dia
    Enquetes
    Carta do Leitor
    Empresarial
    Presença Confirmada
    Quem Somos
    Fale Conosco
 
Internacional

Ator pornô canibal canadense não se opõe à extradição
06/06/2012 - 02h36   

Terra

O psicopata canadense Luka Rocco Magnotta, suspeito de ter assassinado um estudante chinês e detido na segunda-feira em Berlim, não manifestará oposição à extradição para o Canadá, anunciou o porta-voz da justiça da capital alemã, Martin Steltner.

"Foi apresentado ao juiz, que confirmou a detenção. Disse que não vai se opor à extradição", declarou o porta-voz, antes de acrescentar que isto tornará o procedimento "mais rápido e fácil".

O ex-ator pornô de 29 anos, suspeito de ter matado e esquartejado um estudante chinês em Montreal, "está em prisão provisória e será colocado em uma cela normal", segundo Steltner. "Veremos como se desenvolve o processo de extradição. Ele pode mudar de opinião a respeito da extradição", explicou.

A análise da identidade do suspeito - detido em Berlim depois de uma fuga de dez dias entre Canadá, França e Alemanha - foi concluída. Ele foi identificado pelas impressões digitais. A justiça alemã solicitou ao Canadá os documentos para a extradição.

Luka Rocco Magnotta, também conhecido pelos nomes de Eric Clinton Newman e Vladimir Romanov, é acusado de assassinato premeditado e de violação de cadáver. Supostamente ele cometeu o crime em 24 de maio, antes de viajar para a França dois dias depois.

Ele foi apelidado de "psicopata canadense" pela imprensa de seu país pelo vídeo divulgado na internet que mostra o momento em que ele mata a vítima, amarrada, com um picador de gelo, assim como o desmembramento do cadáver, ao som de uma canção do filme "Psicopata Americano".

Pedaços do corpo foram enviados por correio a partidos políticos canadenses. A vítima era um estudante chinês, Jun Lin, 32 anos, procedente de Wuhan, na província de Hubei (centro da China), com o qual, segundo a polícia canadense, Magnotta parecia ter mantido uma relação sexual.

 

 Enviar por email  Imprimir    Comentar
 


 
Últimas Notícias de Internacional :: 
Internacional
21h40 : Condenado à morte no Irã é salvo no último minuto por pais de sua vítima
Internacional
20h37 : Fifa investiga voto de Ricardo Teixeira para Catar sediar a Copa em 2022
Internacional
13h30 : Parentes das vítimas de navio que afundou na Coreia do Sul criticam governo
Internacional
12h15 : Papa lavará os pés de 12 pessoas com deficiência na Quinta-Feira Santa
Internacional
15h55 : Autoridades sul-coreanas elevam para 290 número de desaparecidos em naufrágio
Mais Notícias de Internacional::
  Publicidade
Microlins
Programa Sávio Pereira
© O Documento - Uma Impressão Digital. 2001 - 2014
É proibida a reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorizaçao por escrito dos responsáveis.
Fone: (65) 3644.4160